Concessionária de gás natural de estado brasileiro.

Avaliar o impacto do gerenciamento de riscos da concessionaria na redução do prêmio do seguro da rede metropolitana de gás natural e seus dutos de transporte.

  • A área financeira do cliente nos solicitou uma solução para verificar a questão, e a possibilidade de redução do prêmio de seguro do risco de responsabilidade civil.
  • Foi proposto e realizado um estudo de Prevenção e Controle de Perdas-EPCP sobre a base do Programa de Gerenciamento de Riscos – PGR e dos Estudos de Análise de Riscos-EAR das redes e dutos já realizados na concessionária pela Hazards.
  • Transformar as práticas de gerenciamento de riscos e os cálculos de risco social em dados de prevenção de perdas.
  • Mudar a visão da seguradora e da ressegurador no sentido de aceitar um estudo desse tipo, e verificar a possibilidade de redução do risco financeiro da seguradora pela redução do seu risco operacional e de sinistros/cenários por parte a concessionária.
  • Criar para a Hazards (inovação) um novo serviço de escala para outras concessionárias.
  • O PGR por parte do segurado não somente melhora a segurança do seu sistema, mas também reduz a probabilidade de ocorrência de cenários acidentais e a severidade de sinistros. Isso, se gerido adequadamente permite a redução do prêmio do seguro com base em números.
  • Existia já um histórico de estudos de análise de riscos de dutos e redes e dos programas de gerenciamento de riscos realizados pela Hazards para a concessionária.
  • A seguradora se compromissou a levar até o IRB nosso EPCP das redes de gás natural da concessionária para sua análise.
  • Foi utilizado nosso programa Risks-Graph no EPCP, o que permitiu uma avaliação semiquantitativa do risco de perdas. Foi possível comparar a situação sem e com o Programa de Gerenciamento de Riscos com base em números e a gestão verificada em campo por auditoria do PGR.

O estudo previu uma queda de 47% no risco total do sistema. O IRB decidiu baixar o prêmio de seguro em 40%. Porém, em vez disso, por decisão da concessionária, foi mantido o valor e aumentada em 40% a cobertura para novas redes e dutos em expansão. O ganho foi apreciável para a concessionária graças a nosso estudo.

A concessionária aprendeu que ela deve contratar o seguro com base no seu risco e não simplesmente receber propostas das seguradoras e contratar pela aparente conveniência. Não é competitivo contratar seguro dessa complexidade, baseando-se, somente, na avaliação das seguradoras.

Leia mais sobre o case no descritivo a seguir

Concessionária de gás natural de estado brasileiro.

Avaliar o impacto do gerenciamento de riscos da concessionaria na redução do prêmio do seguro da rede metropolitana de gás natural e seus dutos de transporte.

  • A área financeira do cliente nos solicitou uma solução para verificar a questão, e a possibilidade de redução do prêmio de seguro do risco de responsabilidade civil.
  • Foi proposto e realizado um estudo de Prevenção e Controle de Perdas-EPCP sobre a base do Programa de Gerenciamento de Riscos – PGR e dos Estudos de Análise de Riscos-EAR das redes e dutos já realizados na concessionária pela Hazards.
  • Transformar as práticas de gerenciamento de riscos e os cálculos de risco social em dados de prevenção de perdas.
  • Mudar a visão da seguradora e da ressegurador no sentido de aceitar um estudo desse tipo, e verificar a possibilidade de redução do risco financeiro da seguradora pela redução do seu risco operacional e de sinistros/cenários por parte a concessionária.
  • Criar para a Hazards (inovação) um novo serviço de escala para outras concessionárias.
  • O PGR por parte do segurado não somente melhora a segurança do seu sistema, mas também reduz a probabilidade de ocorrência de cenários acidentais e a severidade de sinistros. Isso, se gerido adequadamente permite a redução do prêmio do seguro com base em números.
  • Existia já um histórico de estudos de análise de riscos de dutos e redes e dos programas de gerenciamento de riscos realizados pela Hazards para a concessionária.
  • A seguradora se compromissou a levar até o IRB nosso EPCP das redes de gás natural da concessionária para sua análise.
  • Foi utilizado nosso programa Risks-Graph no EPCP, o que permitiu uma avaliação semiquantitativa do risco de perdas. Foi possível comparar a situação sem e com o Programa de Gerenciamento de Riscos com base em números e a gestão verificada em campo por auditoria do PGR.

O estudo previu uma queda de 47% no risco total do sistema. O IRB decidiu baixar o prêmio de seguro em 40%. Porém, em vez disso, por decisão da concessionária, foi mantido o valor e aumentada em 40% a cobertura para novas redes e dutos em expansão. O ganho foi apreciável para a concessionária graças a nosso estudo.

A concessionária aprendeu que ela deve contratar o seguro com base no seu risco e não simplesmente receber propostas das seguradoras e contratar pela aparente conveniência. Não é competitivo contratar seguro dessa complexidade, baseando-se, somente, na avaliação das seguradoras.

Leia mais sobre o case no descritivo a seguir

Concessionária de gás natural de estado brasileiro.

Avaliar o impacto do gerenciamento de riscos da concessionaria na redução do prêmio do seguro da rede metropolitana de gás natural e seus dutos de transporte.

  • A área financeira do cliente nos solicitou uma solução para verificar a questão, e a possibilidade de redução do prêmio de seguro do risco de responsabilidade civil.
  • Foi proposto e realizado um estudo de Prevenção e Controle de Perdas-EPCP sobre a base do Programa de Gerenciamento de Riscos – PGR e dos Estudos de Análise de Riscos-EAR das redes e dutos já realizados na concessionária pela Hazards.
  • Transformar as práticas de gerenciamento de riscos e os cálculos de risco social em dados de prevenção de perdas.
  • Mudar a visão da seguradora e da ressegurador no sentido de aceitar um estudo desse tipo, e verificar a possibilidade de redução do risco financeiro da seguradora pela redução do seu risco operacional e de sinistros/cenários por parte a concessionária.
  • Criar para a Hazards (inovação) um novo serviço de escala para outras concessionárias.
  • O PGR por parte do segurado não somente melhora a segurança do seu sistema, mas também reduz a probabilidade de ocorrência de cenários acidentais e a severidade de sinistros. Isso, se gerido adequadamente permite a redução do prêmio do seguro com base em números.
  • Existia já um histórico de estudos de análise de riscos de dutos e redes e dos programas de gerenciamento de riscos realizados pela Hazards para a concessionária.
  • A seguradora se compromissou a levar até o IRB nosso EPCP das redes de gás natural da concessionária para sua análise.
  • Foi utilizado nosso programa Risks-Graph no EPCP, o que permitiu uma avaliação semiquantitativa do risco de perdas. Foi possível comparar a situação sem e com o Programa de Gerenciamento de Riscos com base em números e a gestão verificada em campo por auditoria do PGR.

O estudo previu uma queda de 47% no risco total do sistema. O IRB decidiu baixar o prêmio de seguro em 40%. Porém, em vez disso, por decisão da concessionária, foi mantido o valor e aumentada em 40% a cobertura para novas redes e dutos em expansão. O ganho foi apreciável para a concessionária graças a nosso estudo.

A concessionária aprendeu que ela deve contratar o seguro com base no seu risco e não simplesmente receber propostas das seguradoras e contratar pela aparente conveniência. Não é competitivo contratar seguro dessa complexidade, baseando-se, somente, na avaliação das seguradoras.

Leia mais sobre o case no descritivo a seguir

Carrinho de compras
Abrir bate-papo
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?